HORROR! INDIGNAÇÃO!

São as unicas palavras e sentimentos que se podem ter diante desta barbárie. Manifesto minha solidariedade à familia Garcia Lopes. E minha solidariedade vem da própria experiência de ter perdido um irmão sob circunstâncias de violência bem semelhante! Mas não podemos deixar de ver que todos dias a violência ceifa vidas pelas periferias e alcança nossas ruas.

Morre a empresária Isabella Garcia Lopes – Bondenews – Bonde. O seu portal
www.bonde.com.br
A empresária baleada durante uma tentativa de roubo no centro de Londrina, Isabella Tibery Garcia Lopes, de 49 anos, faleceu na manhã ..

Uma cidade como a nossa que possui um enorme potencial se ve estagnada por uma máfia que se sustenta por mais de 20 anos, com uma prefeitura e uma Câmara de Vereadores que não passam de balcões de negociatas para privilegiar interesses escusos de uma elite hipócrita que está pouco se “lixando” em pensar um projeto de cidade, em pesar os macrointeresses que permitam a Londrina implementar políticas públicas pautadas na honestidade, moralidade pública, transparencia. Um projeto de cidade que se faça por procedimentos radicalmente democráticos, onde os interesses privados (em geral escusos) não se sobreponham aos interesses da cidade enquanto um todo. Um projeto de cidade que se construa com base no repúdio e na abominação de práticas patrimonialistas (como vem ocorrendo) e corruptas. Vivemos em Londrina uma apatia nefasta para a cidadania, uma banalização da imoralidade, um populismo dos mais execráveis (ao ritmo do populismo das governanças do Brasil em geral, a começar do Palacio do Planalto).

Se ha que pensar sobre a violencia em Londrina é justamente todo este contexto que tem que ser atacado, do contrário, estaremos usando odres velhos para dentro deles lançar o vinho novo.

A hipocrisia corrói a moralidade pública!

Se vamos gritar contra a violência (a mesma que assassinou a empresaria Isabella Garcia Lopes e a mesma que assassina todos os dias mulheres e homens em nossas periferias) teremos que todos e cada um de nós ter vergonha na cara para desvelar tudo aquilo para o qual os nossos olhos se fecham na indiferença comoda a que nos colocamos. Ficamos assustados, a violência migra da periferia para dentro de nossa cidade, para nossas ruas, diante de nossos muros eletrificados e carregados de parafernálias de segurança.

Podemos até dizer que este não é um problema de Londrina (outro manifesto hipócrita, bem comum nesta era lulopetista). É um problema nosso aqui e agora! Não são os cães raivosos da mídia que vão se tornar nossos porta-vozes. Afinal toda a mídia de Londrina é “cooptada” de certo modo por interesses questionáveis que defendem nos bastidores de suas edições, jornais e programações! Midias que recebem fartos recursos por desvios institucionais-governamentais (como ocorreu nas eleições municipais aqui) não tem qualquer autoridade pra denunciar e fazer valer o seu papel fundamental na opinião pública e na democracia.

De modo algum justifico a mão assassina daquele que empunhou a arma com a retaguarda de cumplicidade de todos que defendem uma visão distorcida de inclusão social e de uma lei patética, obsoleta e absurda que protege os supostos “menores”. Não somente uma lei mas também de uma sociedade leviana (nela cada um de nós) que tolera e cultua a violência e o sadismo desde os jogos violentos até filmes que mais parecem panfletagens que dissemina uma cultura de violência contra qualquer tentativa de se promover uma cultura de paz e justiça.

Fico estarrecido quando um filme do tipo “Jogos Mortais” ultrassa sua quinta edição e quando vejo adolescentes babando diante dos cartazes que anunciam estes filmes.

Fico estarrecido como as familias são completamente descompromissadas (hipócritas) com relação ao bullyng que seus filhos promovem e depois ficamos atormentados com chacinas de um louco qualquer.

Nas minhas aulas de ética costumo dizer que se permitimos estes “panfletos” culturais que apregoam a violência sob a capa de uma visão idiota e absoluta de liberdade de expressão, devemos, pelo principio de isonomia permitir os panfletos e os discursos neonazistas dos skinheads, dos panfletos da justificação da pedofilia, das marchas de apoio a uso de narcóticos como a machonha, aos panfletos que disseminam o ódio racial e o ódio homofóbico, aos panfletos de apoio aos campos de concentração e etc etc etc.

DEIXEMOS DE SER HIPÓCRITAS, COM DOIS PESOS E DUAS DUAS MEDIDAS EM NOSSAS MÃOS.

Anúncios

Publicado em maio 23, 2011, em Ética, Londrina, Política e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: